4) COMUNICAÇÃO QUE ENSINA – ITEM 1 – COMBATE À DIDÁTICA DISCRIMINATÓRIA, APOSTAR NA MÍDIA OU NA EDUCAÇÃO

Registros Oficiais das matérias (11/09/2013 – 29/10/2013 e 05/11/2013) – acoplados aos iniciais registrados em 01/12/2008, e aos prosseguimentos datados de 07/04/2010, 10/05/2010 e 28/03/2011

INTRODUÇÃO: A COISA QUE MUDA PRATICA A COMUNICAÇÃO QUE ENSINA

COMBATE À DIDÁTICA DISCRIMINATÓRIA

A comunicação que ensina tem um sentido amplo, que inclusive ultrapassa a guerrinha citada no item 3 anterior, de que no meio profissional de comunicação, existe a noção diferenciada de “apostar na educação” ou “apostar na mídia”. A comunicação que ensina engloba a ideia geral desses dois tipos, reconhecendo que nem mesmo as diferenças deveriam existir. As diferenças foram estabelecidas por uma simples questão de oportunismo daqueles que queriam vender a vida real nas nuvens.

O ente apostar na mídia, apesar de ter chegado depois, possui grandes qualidades já conhecidas e outras ainda inexploradas. No significado material, é recheado de vários tipos de redes sociais, vários tipos de sites, provedores e correlatos acobertados pela tecnologia facilitada pela informática e Internet. Mas isso tem um sentido também extramaterial, que é a construção no imaginativo das pessoas da concepção de espaço inteligente, quase humano, de oportunidades dinâmicas de produzir remotamente as facilidades, fetiches, convencimentos e repercussões em série e com vida própria. A tal ponto que com um clique move-se o mundo. Alavanca virtual predisposta a remover barreiras e construir novos valores reais e irreais.

O ente apostar na educação não é o pobre coitado e nem o patinho feio de todo esse processo de modernismos ambulantes facilmente carregados a tira colo. Longe disso, carrega em si as prerrogativas da comunicação clássica ou da Ciência Comunicação, ou seja, chegou antes, nasceu com o homem. Foi através da escrita que o homem ganhou vida.

PONTOS IMPORTANTES DE REFLEXÕES EMITIDOS PELA COMUNICAÇÃO QUE ENSINA:

1- O apostar na educação não está sabendo usar e nem explorar todos nichos oferecidos pelo apostar na mídia.

2 – O apostar na educação ainda carrega o velho vício de praticar a meia comunicação ou de mão única.

3 – É nítido que estamos fazendo essas colocações apenas para atender a forma didática reinante comercialmente no mercado, a nosso ver não existiria essa didática discriminatória. Então, neste item 3, estamos substituindo o termo apostar na educação pela grande e genuína força da comunicação que é produzir a reflexão instantânea pela sorte ou chance que se chega ao insight. Traduzindo, qualquer coisa no mundo produz o ensinamento espontâneo,  depende de quem está predisposto a aprender. Teve um cara chamado Newton que viu uma maçã caindo e produziu uma verdadeira transformação na Ciência Física.

SEMPRE EXISTE NECESSIDADE DE MAIS ANÁLISES E ESCLARECIMENTOS:

Mãos que pensam, pés que enxergam.

Chacattis Tadadota

Continua…

Agradecemos seu comentário, seja breve, interaja e volte sempre.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: