Gestão do Presente – Campanha FIM DO POLÍTICO PROFISSIONAL – Assine a Petição Pública

REFORMA DO LEGISLATIVO E DAS LEIS BRASILEIRAS PROPOSTA PELA NOVA FACE DOS CARAS PINTADAS – (MATÉRIA TRANSFERIDA PARA ESTE BLOG NO DIA 12/02/2013)

brasil cara pintada1

MOBILIZAÇÃO CIVILIZADA QUE VIROU MODA NO MUNDO INTEIRO

NÃO PRECISAMOS DE DOAÇÕES E SIM DA SUA CONSCIÊNCIA!

ASSINE A PETIÇÃO PÚBLICA DA CAMPANHA FIM DO POLÍTICO PROFISSIONAL, A PRIMEIRA CRIADA NO BRASIL EM 04/06/2012:

LUTE CONTRA SUA AUSÊNCIA, NÃO TENHA MEDO E NEM RECEIO, FAÇA O QUE O SEU CORAÇÃO PEDE, ESTA É UMA ATITUDE INTELIGENTE E VIRTUOSA PARA TIRAR O BRASIL DAS GARRAS DOS ADMINISTRADORES MAL INTENCIONADOS.

QUEM FALA COM A BOCA CHEIA DE MARKETING NÃO CONSEGUE PRATICAR A COMUNICAÇÃO QUE ENSINA. NÃO RESPONSABILIZAMOS PELO TOM BOMBÁSTICO DE OUTROS ANUNCIANTES QUE PODEM SER DESMENTIDOS A QUALQUER TEMPO.

ESTUDAMOS OS PATROCÍNIOS DAS EMPRESAS CIDADÃS, CONTATO INICIAL PELO E-MAIL NA

PETIÇÃO DA CAMPANHA FIM DO POLÍTICO PROFISSIONAL:

SIGN PUBLIC PETITION

PETIÇÃO PÚBLICA

LINK DIRETO: http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2012N25471

SÍNTESE DOS OBJETIVOS:

  • Promover a rotatividade no congresso nacional para diminuir o poder dos maus políticos e incentivar a entrada de novos representantes.
  • Valorizar o voto para criar um novo cidadão preocupado com os valores e princípios éticos que norteiam a pura essência da cidadania.
  • Modernizar a vida política como forma de obter uma administração pública “recíproca e sintonizada” com a evolução social, cultural, moral, tecnológica e econômica.
  • Valorizar as leis que coadunam com a vontade real do povo, extinguindo as inoperantes e reformulando as que foram, por exemplo, aprovadas pelos “mensalões”.
  • A CAMPANHA FIM DO POLÍTICO PROFISSIONAL BUSCA A CONSCIÊNCIA UNIVERSAL NO COMBATE AO IMORAL LEGALIZADO, SENDO EXTENSIVA A OUTROS PAÍSES. A nova democracia exige que os países tornem se modernos também perante a construção de leis e controles também modernos, receptíveis às inovações sadias e inibidoras das “guaritas corporativas” quase sempre construídas pela alma do homem mau em prejuízo dos menos favorecidos.

Precisamos conseguir muito mais que 1.430.000 assinaturas (muito mais do que representa 1% do eleitorado nacional), com isso poderemos conduzir os pleitos desta petição ao Congresso, especificamente aos Senadores, juntando-os às diretrizes de uma verdadeira reforma política e das leis como antecipadoras de outras reformas que estarão por vir.

Conforme a Constituição, a iniciativa popular só tem efeito se for apresentada à Câmara dos Deputados obedecendo a formal de projeto de lei subscrito por um cento do eleitorado nacional (no mínimo), e distribuído pelo menos por cinco Estados, com não menos de três décimos por cento dos eleitores de cada um deles. Ou seja, é uma tarefa árdua e difícil. Todavia, os pleitos da presente petição têm objetivos universais que se enquadram nas realidades de muitos outros países, inclusive os desenvolvidos.

Caso obtenhamos o sucesso representativo dos números, através das repercussões nesses países, obteremos o “feed back” que necessitamos de que as “reformas políticas viraram moda no mundo inteiro”. Que nada mais é que um marketing de convencimento baseado na pressão exercida pela paz e sabedoria.

A CAMPANHA FIM DO POLÍTICO PROFISSIONAL, cujas diretrizes e fundamentos foram protocolos com o nº 995680 em 19/08/2009, no Cartório 2º Ofício de Documentos e Títulos – Rua Guajajaras, nº 197 – Centro – Belo Horizonte – Brasil, faz parte da CAMPANHA GERAL TEMPOS DE DEPURAÇÃO, registrada com nº 970628 em 01/12/2008.

Esses conteúdos visam à busca da consciência universal contra o imoral legalizado que tanto prejudica os países e a convivência internacional, devido às crises sequenciais com prejuízos econômicos e financeiros que contribuem para o enfraquecimento do mercado e desnorteamento da sociedade.

No Brasil, a campanha é reação lúcida contra o estado de calamidade que os atuais políticos transformaram a vida brasileira, com reflexos diretos na formação do povo e percepção clara de que o país é um eterno mal governado. O que tanto prejudica sua imagem nas parcerias comerciais e o distancia da melhor convivência com outros povos, não o tornando digno de conquistar as amizades sinceras e duradouras. Ver detalhes nos links: http://wp.me/P31Lbb-5F e http://wp.me/P31Lbb-5L

A petição não tem o cunho bombástico tal como as feitas contra o Renan Calheiros e outras do mesmo gênero de igual importância. Todas mostram que as campanhas nas redes sociais são vivas e atuantes, e quando saem nas ruas, servem para confirmar as sementes plantadas. Mesmo assim, as petições desse tipo perdem feio para as votações do BBB13.

A petição da CAMPANHA FIM DO POLÍTICO PROFISSIONAL, devido à seriedade, exige que os assinantes sejam politizados e isso prejudica a sua popularidade e aceitação. Os executores tiveram a capacidade de criá-la, mas não conseguem divulgá-la da forma que merece. Por isso precisam da sua ajuda!

DETALHES DA CONCEPÇÃO, DIRETRIZES E FUNDAMENTOS: VER PÁGINA DO SITE ORIGINAL

http://www.homemarketing.com.br/service04%20-%20Prog%2017-FUR-FOCO3-3-1%20ASSINE%20PET%20PUBL%20FIM%20POL%20PROF.htm

INICIATIVA DA NOVA FACE DOS CARAS PINTADAS – A  PRÁTICA DA COMUNICAÇÃO QUE ENSINA

  • SUBSTITUA O DINHEIRO PELO VALOR REAL DOS PRINCÍPIOS QUE NORTEIAM A CIDADANIA

OBJETIVOS AMPLOS:

  1. Substituir poder do dinheiro pelo valor real dos princípios que norteiam a cidadania.
  2. Promover a aproximação do governo com o povo. Hoje, temos um governo distante e um povo ausente. O povo é o governo de si mesmo.
  3. Promover a rotatividade no congresso nacional, tanto para diminuir o poder dos malfeitores quanto para incentivar a entrada de novos representantes mais lúcidos e comprometidos com o desenvolvimento geral do país. Para que os demais cidadãos possam concorrer aos mandatos legislativos em pé de igualdade com os afortunados protegidos pelas “guaritas corporativas” que há tanto tempo emperram o desenvolvimento do país.
  4. Incentivar o gosto pela cidadania e vida política como forma de conquistar a administração sustentada nos mais profundos princípios da ética, formação das famílias e de uma sociedade esclarecida que tem a paz como princípio de desenvolver a vida com qualidade tecnológica e moral.
  5. Valorizar o voto, pois os cidadãos não podem mais ficar sabendo que o mesmo só tem valor pela televisão ou novelas um pouco mais esclarecidas.
  6. Nenhum cidadão candidato a cargos políticos tem o direito de falar mentiras no palanque eleitoral, nem mesmo mostrar uma imagem marqueteira para esconder-se, ludibriar e enganar o eleitor.

Os conteúdos desta campanha já foram reproduzidos em três oportunidades: Não clique nos links, estão desativados devido à mudança de endereço eletrônico –

A CAMPANHA FIM DO POLÍTICO PROFISSIONAL que circula nas mais importantes redes sociais, desde agosto/2009, é a reação lúcida contra o estado de calamidade que os atuais políticos transformaram a vida brasileira, com reflexos diretos na formação do povo e percepção clara de que o país é um eterno mal governado. O que tanto prejudica sua imagem nas parcerias comerciais e distancia a convivência com outros povos, não o tornando digno de conquistar as amizades sinceras e duradouras.

As diretrizes e fundamentos foram precedidos por estudos e pesquisa (ano 2000) sobre as coisas que os brasileiros não querem mais, resumidas em três postagens que levam o seguinte título, DO QUE O BRASILEIRO É CONTRA, NÃO GOSTA E NÃO QUER MAIS, ver a sequência dos links:

A CAMPANHA FIM DO POLÍTICO PROFISSIONAL BUSCA A CONSCIÊNCIA UNIVERSAL NO COMBATE AO IMORAL LEGALIZADO

DOE REVISTA, ENSINE A VOTAR 3

É um projeto árduo, inusitado que causa choque, é de longo prazo com um alto grau de desprendimento, de maturação demorada, disposto a carregar uma cruz doída e pesada, sem pompas, sem medo de brios ofuscados, ou quaisquer tipos de vaidades e orgulhos ofendidos, ciente da própria responsabilidade de lutar arduamente a favor da vida.

Esse alcance ilimitado e sem fronteiras tem objetivos globalizantes de extirpar o imoral legalizado de todas as essências que formam os corporativos. Sim, que escondem nas suas estruturas as guaritas corporativas de espertezas e banditismos criados pela alma do homem mau.

O sentido filosófico está na CAMPANHA GERAL TEMPOS DE DEPURAÇÃO que tem objetivos mais amplos de preparar o homem contra as arapucas do marketing traiçoeiro, que o escraviza como consumidor de descartáveis, tais como, produtos, serviços, opiniões e líderes fabricados pela sua indiferença. Tudo isso sintetizado nas seguintes reflexões:

1 – PERGUNTA: Por que falham os nossos intelectuais, seria pela impotência de reagir contra o imoral legalizado?

 2 – CAMINHO: Não vamos aceitar o primeiro mundo deles, sem antes criar o nosso.

3 – FUNDAMENTO: A consciência dos homens sem cara.

NOSSOS ARGUMENTOS SÃO PROVENIENTES DO CORAÇÃO:

O discurso mudou, o jogo mudou, o marketing mudou e a vida mudou mediante aos tempos atuais de depuração das verdades. Por isso antecipamos com a CAMPANHA TEMPOS DE DEPURAÇÃO:

Lutamos contra quaisquer fatos e ações corporativas, defensivas ou ofensivas, protegidas ou não por leis, regras, procedimentos e praxes; todos que agridem de qualquer forma o bom senso da natureza humana. Seja por excesso ou omissão das autoridades executivas, judiciárias, legislativas e das instituições ou órgãos ligados a informação, comunicação, entidades de classes, sindicatos, partidos políticos, empresas, polícias e outras pessoas que aproveitam das brechas, jogadas e subterfúgios dos funcionamentos legislativos e das leis.

– Por isso continuamos a combater também os vários os tipos de ditaduras ou domínios existentes na face da terra – Exercício da sobreposição dos poderes não institucionais na vida das pessoas e países – Link: https://poolbusinesses.wordpress.com/2013/02/14/divindades-capitalistas-4-sao-varios-os-tipos-de-ditaduras-ou-dominios-nao-institucionais-existentes-na-face-da-terra-nossas-postagens-que-continuam-rodando-o-mundo/

Em pouco tempo, as redes socais estão transformando a vida brasileira, o que a imprensa em mais de cem anos não conseguiu fazer. Veja no contexto a ditadura dos grandes corporativos de comunicação. Não adianta ter liberdade de expressão se não souber usá-la. De que adianta ter muito IBOBE se a fala dos intelectuais não atinge os famintos responsáveis pelos votos arapucas.

·         Veja as matérias sequenciais sobre o MANIFESTO CONTRA A DITADURA DO LEGISLATIVO BRASILEIRO

·         Link: http://temposdedepuracao.blogspot.com/2011/03/ditadura-do-legislativo-brasileiro-esta.html

– O BRASIL PRECISA SER GOVERNADO, ENFRENTAMENTO DO VESPEIRO, VEJA O LINK NESTE BLOG:

·         https://poolbusinesses.wordpress.com/desafios-do-marketing-e-comunicacao/brasil-precisa-ser-governado/

NÃO CLIQUE NOS LINKS ORIGINAIS:

·         http://www.furatudo.com/2012/08/a-administracao-globalizante-abomina-os.html

·         http://www.furatudo.com/2011/12/arte-de-pensar-moderno-e-uma-das_20.html

Seu coração pede, saia de sua zona de conforto, a ausência dos brasileiros é um empecilho impressionante e estarrecedor, mude sua vida com paz e sabedoria, assine este e outros manifestos dos que clamam pela sua felicidade.

LUTE CONTRA A SUA AUSÊNCIA.

REFORMA DO LEGISLATIVO E DAS LEIS BRASILEIRAS PROPOSTA PELA NOVA FACE DOS CARAS PINTADAS

Todos os conteúdos aqui demonstrados constituem-se nas próprias diretrizes e fundamentos em que se baseiam a SUBCAMPANHA FIM DO POLÍTICO PROFISSIONAL lançada oficialmente pela CAMPANHA GERAL TEMPOS DE DEPURAÇÃO em 19/08/2009. Atenção: Já recebemos várias sugestões de ampliação e melhoramentos dos itens dessas diretrizes, estamos providenciando os registros no mesmo cartório com autorização dos vários autores.

ALTERAÇÕES DAS CLÁUSULAS ORIGINAIS

Atendo às sugestões dos nossos colaboradores, foram aprovadas as seguintes assertivas e mudanças:

A – As redações iniciais da campanha e da petição foram feitas para um entendimento popular bem amplo e buscar uma aproximação democrática dos leigos, por isso o seu criador evitou carrega-las de termos jurídicos profissionais que poderiam afastar do objetivo inicial de quebrar a inércia dos ausentes.

B – A redação final está sendo providenciada no intuito de prover a presente petição pública dos sentidos e didática profissional sensitiva aos direitos aplicados e as leis vigentes, sob colaboração de vários juristas, tais como advogados, promotores, procuradores e juízes. Por enquanto e até que não se chegue a um denominador comum, fica valendo a escrita e a didática transmitida pelo criador da petição com a sua visão crítica e objetiva de matemático e administrador de empresas.

C – A Campanha Fim do Político Profissional, já está conseguindo cumprir um dos seus primeiros objetivos que é justamente de quebrar a inércia de manifestação das pessoas, fazer com que perdessem o medo e pudessem sugerir as mudanças e alternativas conforme o anglo da visão de seus conhecimentos. Agora, neste momento, 16:55 horas do dia 23/10/2014 já temos registradas 15.525 assinaturas e mais de 6.400 comentários que podem ser avaliados pelas pessoas. Dentre as adesões, contamos com o apoio de várias cidadãs e cidadãos de grande valor, não só os juristas de fama consagrada, mas dos médicos do dia a dia, dos operários, e de outros construtores acostumados a administrar a vida e nos fazer chegar às 1.430.000 assinaturas. Tem muita água para passar debaixo da ponte, contamos com a sua ajuda.

D – Qualquer cidadão que pretenda mais informações e fazer as sugestões para alterar (complementar, suplementar, retirar ou incluir partes nas cláusulas vigentes) ou mesmo para eliminar ou incluir novas cláusulas, procederá:

1) Primeiramente, indicar o número da assinatura de adesão e fazer a identificação completa.

2) Deverá usar o e-mail campanhatemposdedepuracao@gmail.com para sugerir as alterações das cláusulas originais.

3) Somente este e-mail é destinado para a finalidade em pauta, e o seu uso fica subentendido que o cidadão proponente autoriza, desde já, tanto o uso da matéria modificadora e quanto a divulgação das mudanças, depois de aprovadas pelo nosso conselho interno.

ALTERAÇÃO 1 – 23/10/2014

– REDAÇÃO ORIGINAL CLÁUSULA 14: Nenhum cidadão deverá ser eleito por mais que dois mandatos consecutivos ou não.
– NOVA REDAÇÃO SUGERIDA DA CLÁUSULA 14:
1) Será abolido o instituto que permite as reeleições governamentais em todos os níveis dos executivos, seja para presidentes da república, governadores dos Estados e Distrito Federal e prefeitos das cidades.
2) Nenhum cidadão deverá ser eleito por mais que dois mandatos consecutivos ou não nas casas legislativas, Senado Federal, Câmara dos Deputados, assembleias legislativas dos Estados e câmaras dos vereadores das cidades.
3) Todos os mandatos deverão ser de quatro anos.
4) Todas as eleições deverão ser unificadas e ocorrerem em datas coincidentes.

ESTES SÃO OS CONTEÚDOS ORIGINAIS QUE ESTÃO REGISTRADOS EM CARTÓRIO:

  1. É dever do povo a reestruturação da vida política de qualquer país.
  2. A matéria sobre a consciência política deverá ser obrigatória a partir do segundo grau de ensino, que deverá priorizar a convivência político-social e a formação de equipes de trabalho. Vamos recriar o senso patriótico em função da melhor convivência com o atual mundo globalizante.
  3. O voto não será mais obrigatório.
  4. O sistema de votação será unicamente distrital.
  5. As casas legislativas deverão voltar a cumprir os objetivos que lhes foram destinados.
  6. Ser um representante do povo é apenas uma honra de prestar serviços obrigatórios à sociedade.
  7. Ser um representante do povo é só um privilégio momentâneo concedido pelo voto e não uma profissão ou um meio de fazer fortuna.
  8. Não há privilégios para que o eleito se diferencie de qualquer cidadão.
  9. Os políticos brasileiros não podem ser os mais bem pagos do mundo. Não há razão para isso. Os salários serão suficientes apenas para que os deveres legislativos sejam exercidos com dignidade e sem pompas desnecessárias.
  10. As casas legislativas não podem continuar sendo balcões de negócios, onde se criam e abastecem fortunas protegidas por um corporativismo ofensivo aos demais cidadãos.
  11. Será proibido qualquer tipo de lobby junto aos parlamentares e quem o fizer, responderá por crime doloso.
  12. Do orçamento: O escritório do cidadão eleito não deve ter mais que três funcionários concursados e nunca será permitida a contratação de seus parentes ou de outros eleitos. O gasto mensal com salários não deverá ser mais que R$30.000,00, (trinta mil reais), incluindo o do próprio eleito. Os gastos mensais com expediente e viagens não deverão ultrapassar a R$5.000,00 (Cinco mil reais). Todas as outras despesas serão excluídas.
  13. Todos os votos deverão ser abertos e com a cobertura visual das filmagens oficiais disponíveis a qualquer cidadão.
  14. Nenhum cidadão deverá ser eleito por mais que dois mandatos consecutivos ou não.
  15. Os tempos de mandato serão contados para fins de aposentadoria pelo INSS, obedecendo aos critérios legais para qualquer cidadão.
  16. Todas as aposentadorias concedidas exclusivamente pelo poder legislativo deverão ser anuladas para quem exerceu até três mandatos.
  17. As casas legislativas deverão ser enxugadas do excesso de funcionários.
  18. O sistema de governo atual é uma mistura de presidencialismo e parlamentarismo e isso terá que ser mudado e definido para efeito de melhor racionalização dos poderes.
  19. A figura das medidas provisórias do poder executivo será extinta.
  20. Se um cidadão conseguir ser eleito para presidente, não poderá mais se candidatar a nenhum cargo legislativo ou ocupar qualquer outro no executivo e/ou judiciário.
  21. Um cidadão eleito para ocupar um cargo público tem que ter conduta ilibada e sem qualquer tipo de pendência com a justiça. Deverão antecipadamente ter sua vida pregressa completamente averiguada pelos tribunais eleitorais.
  22. Um cidadão eleito tem que ter a habilitação exigida para exercer cargos públicos equivalentes.
  23. O julgamento político deverá ser extinto e será prevalecido apenas o judicial.
  24. As CPI’s serão apenas de foro administrativo.
  25. Não poderá haver coligação com mais de dois partidos.
  26. Nenhuma lei ou projeto poderá ultrapassar 360 dias sem aprovação ou desaprovação definitiva.
  27. Qualquer cidadão eleito poderá ter seu voto individual diferente do partido.
  28. Os líderes das bancadas não poderão mais ter domínio sobre os votos individuais dos eleitos.
  29. As minorias poderão votar em bloco em defesa dos menos favorecidos da sociedade, mesmo que pertençam a partidos diferentes.
  30. Qualquer cidadão poderá fazer uma representação judicial contra o eleito, isso para pedir acerto de comportamento ou perda do mandato.
  31. O cargo e o mandato pertencem ao partido e não ao cidadão eleito. Em nenhuma hipótese será permitida a transferência de partido ou ficar sem partido.
  32. Os eleitos não podem desrespeitar os próprios cargos legislativos, sob pena de serem obrigados a devolvê-los ao partido por ordem judicial, a pedido de qualquer cidadão ou do próprio partido, e com prazo de julgamento e cumprimento de no máximo 90 (noventa) dias.
  33. Os desempenhos dos parlamentares serão avaliados individualmente e não sob a massa corporativa protetora do seu partido.
  34. Os parlamentares não poderão mais avaliar os seus pares, se estiverem também encobertos pelo mesmo manto corporativo de proteção, que exclui as suas próprias ideias e em defesa cínica de verdadeiras quadrilhas enraizadas nas casas legislativas.
  35. Essas quadrilhas deverão ser prontamente denunciadas, e caso não o sejam por quem tem conhecimento delas, será considerado como conivente e sujeito às mesmas penas que a elas forem impostas.
  36. Os parlamentares e presidentes das casas legislativas sob suspeita de envolvimento em quaisquer atos ilícitos praticados, antes e durante, o exercício de seus mandatos, terão o prazo máximo de cinco dias para se ausentarem dos seus cargos. A fim de que as suas influências não perturbem o andamento das investigações dos fatos. E não poderão voltar aos cargos antes que as apurações sejam concluídas. Os partidos políticos terão um prazo também de cinco dias corridos para substituir os parlamentares envolvidos.
  37. Os substitutos dos deputados serão os que tiverem melhor colocação no ranking geral de votos dentro do partido. Substitutos dos senadores serão os deputados mais votados dentro do partido. Extinguindo-se a figura do suplente acoplado sem voto.
  38. As leis aprovadas sob a aura do mensalão deverão ser anuladas e refeitas.
  39. Colocar cláusulas paraquedistas em leis ou projetos, que não dizem nada a respeito, isso será considerado falta grave e sujeita à perda do mandato.
  40. Toda a lei que tiver cláusulas paraquedistas deverá ser anulada de pleno direito, ela será inexistente no seu nascedouro.
  41. Qualquer lei será extinta de pleno direito e no seu nascedouro, se for feita para burlar, mascarar, desviar ou complementar falsamente os objetivos de lei anterior já apreciada sua constitucionalidade pelo Supremo Tribunal Federal.
  42. Essas diretrizes não poderão ser mudadas, formando um arcabouço pétreo de preservação à boa conduta dos trabalhos legislativos.
  43. No que couber, todas essas diretrizes são válidas e extensivas também às esferas executivas e jurídicas.
  44. Nenhum cargo do executivo poderá ser ocupado por quem tem mandato legislativo ou por indicação política.
  45. Os cargos do executivo não poderão mais servir de meios de barganha para se obter apoio dos partidos políticos, sindicatos e conselhos profissionais.
  46. Durante as eleições para presidente, vice-presidente, governadores e prefeitos, os candidatos deverão apresentar a chapa completa com a relação dos futuros ocupantes dos cargos de confiança nas esferas inferiores.
  47. As estatais sob o ordenamento das sociedades anônimas não serão mais consideradas como entes de participação nos governos, inclusive, para obter benefício de desempenho na geração de receita ao considerar a apuração das contas públicas.
  48. As classes profissionais e sindicais terão direito de eleger representantes exclusivos nas esferas legislativas federais, estaduais e municipais.
  49. Os conselhos profissionais e sindicatos serão democratizados e obedecerão estas mesmas diretrizes de comportamento aqui expostas, como forma de incentivo para que os cidadãos aprendam a exercer a vida política.
  50. Qualquer cidadão poderá fazer uma representação judicial contra os membros do judiciário e executivo para pedir acerto de comportamento ou exoneração do cargo.
  51. As escolhas dos membros dos tribunais de quaisquer espécies não poderão ter indicação de quem quer que seja e tão somente por votação interna do poder judiciário. O mesmo será válido para os ministérios públicos.
  52. O tempo máximo será de 360 dias corridos, para que um processo percorra todos os trâmites e esferas judiciais. Se forem ultrapassados esse prazo o postulante terá ganho de causa para qualquer efeito legal. Não cabendo recursos de qualquer tipo.
  53. A indústria dos recursos deverá se extinta.
  54. Se um advogado falar mentiras em defesa do seu cliente, será automaticamente responsabilizado civilmente e com penalidades impostas pelo poder judiciário sob representação de qualquer cidadão.
  55. Qualquer cidadão poderá entrar com um processo nos tribunais, fundamentando sua postulação sem a intermediação de advogados. Os próprios tribunais deverão ter a padronização necessária para interpretar as postulações dos requerentes.
  56. A lei de defesa do consumidor deverá abranger os bens de qualquer valor.
  57. As decisões das delegacias específicas em defesa do consumidor não mais terão caráter só de mediação, e deverão ser cumpridas para quaisquer efeitos legais, não cabendo recurso ao judiciário.
  58. O inquérito policial deverá ser de 120 dias, podendo ser estendido por mais 30 dias nos casos que requerem mais sutilezas investigativas. Atualmente, o curto prazo das investigações vem beneficiando os bandidos.
  59. Os responsáveis pelos inquéritos mal formulados deverão responder civilmente e responsabilizados pelos danos causados a terceiros.
  60. As penas criminais deverão ter os seus cálculos refeitos em função de que os criminosos julgados por crimes hediondos fiquem mais tempo na prisão.
  61. As esferas policiais não poderão ser envolvidas pela ideia de desempenho baseado em quantidades de prisões. Que muitas vezes tornam-se desnecessárias e até descabidas.
  62. A aura arrecadatória do estado não poderá sobrepor-se ao senso educacional que deveriam ter os radares de trânsito.
  63. O estado é o único responsável pelos menores infratores, que deverão ser recolhidos às entidades de internamento para efeito educacional.

MÃOS QUE PENSAM, PÉS QUE ENXERGAM – TRABALHE MAIS, FAÇA MAIS E PERMITA QUE OUTROS FAÇAM:

A ausência dos brasileiros é um empecilho impressionante e estarrecedor, justamente por isso lançamos a ideia da melhor organização da prática dos holofotes da imprensa contra o imoral legalizado. Muita coisa mudou depois disso. Veja as matérias da coluna editorial Furatudo.

O cidadão tem hoje a nítida ideia de que o Brasil é um “país criminoso” apoiado pelo banditismo político,  assistido por uma imprensa omissa que não convoca abertamente os “caras pintadas”, talvez por medo de perder a tão propalada liberdade de expressão. Então, não adianta ter ibope se a fala dos intelectuais não chega ou atinge os famintos. Não adianta ter liberdade de expressão se não souber usá-la. Foi com esses dizeres que, há mais tempo, estamos atiçando os nossos comunicadores e intelectuais.

  • Marketing sem fronteiras a serviço das comunidades, dos negócios e da felicidade das pessoas.
  • Os multiplicadores do céu, a consciência dos homens sem cara.
  • Entre no combate ao analfabetismo político: veja  as reflexões do homem marketing, leia nossos livros.
  • O homem marketing brasileiro é  também uma realidade no combate ao bandidismo enraizado nas entranhas da sociedade. 

Representamos o conjunto de conteúdos do PROJETO HOMEM MARKETING – O Elucidador /criado no ano 2.000.

RETWEET E COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS:

Chacattis Tadadota

Continua…  Postado por POOL BUSINESSES HUMAN às 12:57

2 Comentários

  1. vamos em frente precisamos mudar para melhor –
    a naçao aguarda bons exemplos como os do Joaquim Barbosa

    Curtir

Agradecemos seu comentário, seja breve, interaja e volte sempre.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: