POOL SOCIAL POLÍTICO, COMO RECONSTRUIR A AUTORIDADE DO ESTADO BRASILEIRO? (1)

DEFEITOS DE ESTIMAÇÃO, MUITOS HEREDITÁRIOS E OUTROS TÃO SOBERANOS QUE DESAFIAM A LÓGICA E O SENTIDO DA PRÓPRIA EXISTÊNCIA.

#BRASILQUENOJO #EXCESSODECIENTISTASPOLÍTICOS #ESCASSEZDECABEÇASPENSANTES

desobediência VERDE

VIVENCIAMOS AS CONSEQUÊNCIAS DO ESTADO PRIVATIZADO PELA BANDIDAGEM. BRASIL SÓ SE SALVARÁ DEPOIS DE UM ACERTO DE CONTAS ENTRE BANDIDOS.

SERÁ MESMO?

Prezados amigos, em três anos, 2013 a 2016, nunca os brasileiros aprenderam tanto sobre o Brasil no que se refere às qualidades positivas e aos vícios e defeitos hereditários e soberanos. Estando afloradas até mesmo as discussões sobre o que significa realmente a perda da autoridade do Estado Brasileiro. Mas está tudo na cara e debochando da grande maioria dos cidadãos:

Absurdo verdadeiro, no governo, o PT não perdoou nem mesmo os funcionários públicos endividados, roubou tudo que viu pela frente, porém a Dilma só foi afastada devido às pedaladas fiscais. Em vez de pesar mais as suas atitudes criminosas, serão levados em conta somente os erros técnicos passíveis do “perdão cretino”.

Absurdo verdadeiro, a democracia deu um nó cego na hipocrisia, para a Dilma ladra retornar ao poder só precisa de 27 votos a seu favor, enquanto que para que haja o impeachment, são necessários 54 dos 81 senadores. Então, tecnicamente falando e legalmente ajustando, na seara da politicagem, é perfeitamente possível o retorno de uma ladra ao poder.

Absurdo verdadeiro, os melhores e maiores esconderijos dos grandes bandidos da república estão justamente acoplados aos cargos estatais de diversos tipos e importâncias. Tem sido assim, bandidos gerentes que tomam decisões governamentais em nome da maioria silenciosa e omissa.

Absurdo verdadeiro, dentro do STF, estão engavetados mais de 50 processos criminais contra várias autoridades do Estado Brasileiro. Isso prova que temos muita pressa e facilidades para soltar os bandidos e dificuldades para prendê-los.

Absurdo verdadeiro, Em vez do STF ser o guardião da “Constituição Brasileira”, geralmente vem sendo usado para definir que os traficantes de drogas considerados primários não precisam cumprir suas penas em regime fechado. São desperdícios de recursos intelectuais que protegem a pseudo-burrice do sistema de governança.

Absurdo verdadeiro, as eleições de 2014 têm tudo para ser anuladas e quem está presidindo o TSE é simplesmente o ministro Gilmar Mendes, que vem demonstrando ter a voz do povo. Então, é perfeitamente possível e tecnicamente aplicável que o senhor Waldir Maranhão seja o qualificado legal para presidir o Brasil. É mole, a Câmara dos Deputados não tem “peito legal” para tirar o herdeiro do Eduardo Cunha.

Afinal de contas, o Estado Brasileiro chegou mesmo a perder a autoridade?

Muitos acham que quase perdeu. Outros acham que vai levar muito tempo para que o Brasil se recupere e torne uma nação realmente soberana.

Outros ainda acham que o Estado Brasileiro de fato nunca teve uma autoridade definida. Já foi mandado pelos americanos lá do norte, depois se tornou um fantoche contumaz das auras marqueteiras dos grandes bancos e outros conglomerados empresariais. E ultimamente, além de subjugá-lo às fantasias do comunismo, tentaram escravizá-lo conforme os mandos e desmandos do crime organizado e enraizado há muito tempo nas entranhas do comando gerencial do Estado. Ou seja, o grande sistema ou o Sistemão, nunca deixa de exercer sua liderança de forma furtiva, logicamente, bem escondida por detrás das imagens austeras dos grandes corporativos dominantes, todos milionários e isentos de qualquer suspeita.

Sem dar o braço a torcer, existem também os grandes defensores do “status quo de estimação” que para reforçar a aura marqueteira do otimismo, juram intelectualmente que o nosso país sempre foi o único dono do seu nariz, cujo Estado de Direito nunca perdeu a soberania e nem mesmo a majestade retumbante, sendo inverídico o senso de perda da autoridade maior. Traduzindo, não se pode desprezar o poder de reação dos bandidos. Tem muita gente paga para produzir liberdade de expressão.

#CIDADÃOSESTADISTAS Atitudes #GLOBALIZANTESS https://midiaticosensorial.com/ 

O fato é que tudo isso vem contribuindo para que haja várias dúvidas quanto à perda de identidade como nação realmente soberana. Mas é muito “achismo” para pouco raciocínio. Como se diz na gíria, foi justamente nesse ponto que o “bicho pegou”, os verdadeiros brasileiros sem liberdade de expressão autorizada resolveram reagir, e de repente, descobriram que havia uma grande nação dentro deles. Cidadãos estadistas.

Realmente é muito cedo para afirmar que o gingante acordou, mas ninguém está disposto a vê-lo esbravejar e vociferar a sua força descomunal de mudança. O urro contido explodiu, veremos até onde retumbará a reação em cadeia dos sentimentos e aprendizados, das competências e inteligências reflexivas e decisivas de independência e soberania.

Esse negócio de maioria obtida pelos votos é muito relativo:

– Quem pensava que já tinha visto tudo em termos de globalização teve uma grande surpresa, no dia 24/06/2016, o Reino Unido por 52% dos votos, escolheu pela saída da UE – União Europeia. A grande vitória do “brexit”, abreviação do termo “britain exit”, está sendo considerada como o início da volta para a direita.  Um crasso erro que será discutido por muito tempo, quem vai dominar os outros 48%? Essa turma não vai ficar calada, tem muita água para passar debaixo dessa democracia mal acostumada.

A Dilma ganhou as eleições/2014 conquistando 51,64% dos votos válidos, seu oponente conseguiu 48,36%. No entanto e pouco tempo depois, 70% dos brasileiros querem o impeachment da presidente. Não se trata de um alento para a direita, mas a comprovação de saber viver melhor ao centro e não no centro das turbulências de idealismos inconsequentes misturados com banditismos oportunistas.

EM BUSCA DA AUTORIDADE PERDIDA. RETOMADA DA CONSCIÊNCIA, NOSSA REALIDADE É OFENSIVA À FORMA DE VIVER CIVILIZADA.

  • Brasil do desgoverno e falência moral generalizada, povo ausente e perdido entre instituições predadoras. O cúmulo engolido pelo indigesto da política, economia, bandidagem e enganação.
  • Todos que poderiam tomar decisões oficiais estavam enrolados com os diversos tipos de propinas, ganâncias e sacanagens diversas contra a máquina pública. 

Há mais tempo, o Brasil vem sendo um campo fértil de ensinamentos sobre as práticas mais perversas de enganações e bandidagens de todos os tipos. Na rebarba e por consequência, também se alerta de como as coisas certas deveriam ser feitas. Acaba você aprendendo o que é certo por tabela, mas com certeza, o errado é que vem sempre em primeiro lugar ditando como fazer as outras coisas em sua volta. Parece uma ofensa à ciência Educação, aprender desaprendendo, em síntese, a morte vem antes para se dar mais valor à vida. Aprender pelas auguras do sofrimento para obter a experiência. Democracia penosa, antes da virtude, os amores são moídos até que nada reste para explicar quando tudo começou ou vai terminar.

Neste blog, temos registrado por diversas vezes essas mazelas aproveitando os vários de exemplos que se multiplicam e se desdobram em fatos negativos recorrentes do cotidiano para espanto até mesmo de crianças de dez anos. Os pequenos já estão cansados de tanta bandalheira.

BANDIDAGEM ÀS VOLTAS COM OS COMPORTAMENTOS DA BANDIDAGEM

  • COMO REVERTER A CONSTRUÇÃO DO RETROCESSO SE HÁ MAIS DE TREZE ANOS, O BRASIL VEM BRIGANDO COM O MUNDO DOS NEGÓCIOS:

A falta de autoridade do ESTADO BRASILEIRO deixou o povo refém e perdido no meio de predadores milionários tais como os corporativos das instituições oficiais e ainda dos empresariais e de comunicação.

  • OS PODERES OFICIAIS CONSTITUÍDOS FAZEM PARTE DE UMA MESMA QUADRILHA:

Quem vai confiar num país cujo comando da governança é gerenciado por bandidos?

Chegamos ao ponto de termos três ex-presidentes da república fazendo parte de uma mesma quadrilha, José Sarney, Fernando Collor e Lula. E ainda uma presidente afastada, Dilma Rousseff, fingindo que não sabe de nada. Seria um quadro de horror incompleto se não considerar os outros integrantes da quadrilha, todos também presidentes, nada menos que o presidente de Senado, Renan Calheiros/PMDB, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha/PMDB.

Todos que poderiam tomar decisões oficiais estavam enrolados com os diversos tipos de propinas, ganâncias e sacanagens diversas contra a máquina pública.  Todos grudados nos favores entrelaçados entre bandidos. Onde foi parar a autoridade do Estado Brasileiro?

Temos ainda um ser indefinido, presidente do STF, Ricardo Lewandowski, que há pouco tempo, brigava com o Ministro Joaquim Barbosa para livrar os petistas da cadeia devido ao mensalão. E este mesmo ministro é o responsável pela gerência do impeachment da presidente afastada.

DESFECHOS, COMPLEMENTOS E SUPLEMENTOS:

Para estancar a sangria moral e cívica pela falta de autoridade do Estado Brasileiro, pelo sim e pelo não, o Ministro do STF, Teori Zavascki, num ato incomum de comportamento, suspendeu o Deputado Eduardo Cunha de suas funções de presidente da Câmara dos Deputados. Na história moderna da política, foi ao mesmo tempo um acontecimento inusitado, porém justo e providencial. Uma interferência direta e necessária do Poder Judiciário no Legislativo travesso, metido a esperto e bandido.

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados depois de protelar durante oito meses, no dia 14/06/2016, apoiou o pedido de cassação do Deputado Eduardo Cunha, que poderá sair de Brasília direto para cadeia.

Estilo Toninho Malvadeza, cheio de dossiês e controles regimentais, não há quem não tenha o rabo preso com ele. Um crápula resolvido e assumido, que amedronta seus pares também bandidos, causando receios indesejáveis ao próprio governo provisório ou interino. Ao mesmo tempo, um juiz federal decretou a indisponibilidade de bens do ainda Deputado Eduardo Cunha e o MPF – Ministério Público Federal no Paraná apresentou uma ação de improbidade contra deputado afastado. Ou seja, parece que o cara vai ser preso. Pelo menos, parece.

Dizem que a delação premiada desse camarada colocaria fogo em todo o Brasil. Por ironia do destino, foi ele mesmo que deu vida oficial ao pedido de impeachment da presidente afastada. Equilibrista, o grande artista da bandidagem, que ficou ao mesmo tempo manobrando para não cair e puxando o tapete para que o PT levasse o maior tombo da sua história. Leia-se, o Brasil só se salvará depois de um acerto de contas entre bandidos.

– GOVERNO PROVISÓRIO OU INTERINO ENTRE A POLÍTICA E A POLITICAGEM.

  • Estamos descobrindo que o brasileiro de fato não sabe fazer política, apesar de ser perito em politicagem.
  • Repetindo: Depois que a Dilma cair em definitivo, o PMDB vai ser a bola da vez. Aguardem as próximas manifestações!
  • Na cara de pau, o PMDB não tem vergonha de ser a velha raposa tomando conta das galinhas.

De cara, pegou a Controladoria-Geral da União (CGU) e colocou debaixo do Ministério da Transparência. Para liquidar com a liberdade de expressão, tratou logo de assumir a gestão moral da Empresa Brasil de Comunicações (EBC). E de cara também, teve quatro ministros expulsos do governo devido a vários tipos de corrupções.

Bandido colaborador:

Realmente, o Brasil atravessa uma fase deveras horripilante, todo o dia, tem um bandido ou uma empresa bandida com um alto falante pregado na goela para alardear que está colaborando com a justiça. O cara não é considerado preso e sim um colaborador da justiça. Bandido colaborador.

Foi-se o tempo que as palavras marqueteiras a todo custo procuravam esconder o óbvio e amenizar a mesquinhez das traições. Está todo mundo com o saco cheio com essa falta de pudor da bandidagem.

Ar sujo e poluído:

O que o mundo midiático ganha para fazer propaganda enganosa para bandido é de estarrecer o mundo cão das propinas. Saber quantos milhões de reais são gastos com propagandas desnecessárias, causaria um espanto tão grande que colocaria o Santos Dumont de volta às manchetes por ter arrependido de inventar o avião. A capacidade de enganação das excelências incomoda o bem estar e afeta a evolução normal do cotidiano. Fica tudo impregnado de ludibriações e mentiras. Ar sujo e poluído.

Brasileiro não sabe fazer política, apesar de ser perito em politicagem:

Então, o governo interino ou provisório do Michel Temer está dando de cara com o fato de que “não tem como separar o mundo político da Economia e nem do mundo dos negócios”. Enquanto a politicagem é o veneno, a política é a peça vital e mais importante da governança corporativa do Estado. Estamos descobrindo que o brasileiro de fato não sabe fazer política, apesar de ser perito em politicagem.

Prezados amigos, realmente estamos devendo algumas explicações especificamente quanto à economia, quando no início desse ano editamos a postagem do dia 19 de janeiro de 2016 – #GESTÃODOPRESENTE – ECONOMIA BRASILEIRA DORME COM O INIMIGO, QUANDO A BOMBA BRASIL EXPLODIR, VERÃO QUE A #BRASILBOLHA ENGANOU TODO MUNDO https://midiaticosensorial.com/2016/01/19/gestaodopresente-vivencie-saiba-lidar-com-isso-economia-brasileira-dorme-com-o-inimigo-quando-a-bomba-brasil-explodir-verao-que-a-brasilbolha-enganou-todo-mundo/

– Mesmo que o governo inteirinho demonstre ter boas intenções, ele é o PMDB, no seu sangue corre o veneno da bandidagem, dentro de si encontra os vícios e as sacanagens que tanto marcam a vida desse país moribundo. Então, o que se espera dele é apenas que dê um tempo para que os brasileiros recuperem o fôlego, depois de presenciar por tanto tempo a todo tipo de desfiles de como se comporta a bandidagem. Quer saber como se comporta a bandidagem, é prestar atenção no PMDB. O cara sai doutor na ciência da bandidagem.

Há quanto tempo o Brasil vem dormindo e sendo governado pelo inimigo?

Desde que se proclamou a república. De lá para cá, o país se arrebentou todo em termos morais e se não fosse tanta bandidagem, estaria hoje entre as nações mais evoluídas do mundo. Sem dúvida, talvez fôssemos superados apenas pelos EUA.

Quando o PT foi alçado ao poder pelos votos da verdadeira classe média em 2003, apesar da ajuda do Sarney, foi justamente para que acabasse com os erros hereditários e soberanos do Brasil alimentados e lubrificados com as propinas também hereditárias e congênitas. No entanto, mais uma vez, deu tudo errado, fizeram a leitura incorreta de que o Brasil queria ser comunista e que nunca soube que dormia com seu maior inimigo. Deu no que deu!

CONSCIÊNCIA INTERATIVA:

#REFORMAGERALdoEstadoBrasileiro
As democracias desenvolvidas sempre têm escolas e cadeias.
Preferimos ter um inimigo constante que um amigo ausente.
A simplicidade nunca fica sozinha.
Trabalhe mais, faça mais e permita que outros façam.
Onde o vento faz a curva, você encontra as mãos que pensam e os pés que enxergam.
Vamos balançar o mundo de coisas prontas.
Os comentários anteriores são nossos esteios.
Chacattis Tadadota

 

Agradecemos seu comentário, seja breve, interaja e volte sempre.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: