GREVE GERAL DOS CAMINHONEIROS CONTRA O CAOS DA GOVERNANÇA (1) – ECONOMIA BRASILEIRA, A GRANDE ARAPUCA DO CLUBE DO BOLINHA (1)

ECONOMIA É A CARA METADE DA POLÍTICA. NÃO SABER O QUE FAZER É O ÚLTIMO SINAL DE QUE A ADMINISTRAÇÃO DO ESTADO ENTROU EM COLAPSO.

ASSISTIMOS À LUTA DO TRABALHO CONTRA OS PODERES DAS CANETAS. CAMINHONEIROS ENFILEIRADOS PARA COMBATER A BAGUNÇA GENERALIZADA NO GERENCIAMENTO DO BRASIL CARTORIAL.

23/05/2018 – COLUNA EDITORIAL PRONTANÁLISE, CUIDAMOS DAS PECULIARIDADES SEQUER TOCADAS PELA GRANDE MÍDIA https://wp.me/p31Lbb-Ze

CAUSAS E REFLEXOS – RACIOCINANDO NO MEIO DO CAOS, OS SINAIS ESTÃO PRESENTES:

> Agravante 1: Brasil nunca deixou de ser colônia. Uma greve dessa magnitude é a forma mais fácil de exibir as tripas, o coração e as entranhas do sistemão. Prova-se que o governo é treinado tanto para defender o “status quo”  dos políticos e juristas milionários quanto das grandes fortunas e das grandes empresas. E ainda proteger o arcabouço cartorial que mantém a economia fechada, dominada e explorada por meia dúzia de gentes de sangue azul aliadas ao crime organizado.

> Agravante 2: Nesse terceiro dia de greve, 90% das pessoas se identificam e apoiam as reivindicação dos caminhoneiros como representação das vontades do povo. Ou seja, não há mais o povo ausente como de costume e nem alheio à causa real dos caminhoneiros. Porém, assistimos à covardia do governo e de seus infiltrados. Dentro da massa  dos grevistas existem tanto os trabalhadores autônomos e  sofredores (27,0%) quanto os representantes das empresas de transportes e sindicalistas que insistem em falar pela maioria, mas que servem de cavalos de Troia para anular o movimento e as reivindicações. O governo conta com a traição dos pelegos.

REALIDADES “POSITIVAS” EM DECADÊNCIA:

DECADÊNCIAS DIRETAS:

Não se concebe assistir ao aumento quase exponencial dos combustíveis aliado à inflação baixa. Em termos de aritmética muito simples, são dois entes historicamente antagônicos. A não ser que sejam fraudados os cálculos dos índices inflacionários. Isso é o normal de ser esperado em se tratando de um governo cujo chefe, quase semanalmente, é obrigado a comparecer à delegacia de polícia para se explicar que é inocente das acusações de diversos tipos de roubos.

CAUSAS APARENTES:

1 – Consideração equivocada: A causa principal  da greve atual dos caminhoneiros é devido o aumento geral dos combustíveis. Na realidade, este fato em si é apenas gota d’água de um acúmulo colossal de erros generalizados de gestão. Tudo Isso agravado pela desastrosa política da Petrobras de recuperação dos prejuízos em tempo recorde através do aumento preços dos combustíveis. 

Ou seja, fica muito fácil resumir que a causa principal da greve seja apenas o aumento dos combustíveis, quando existem diversas variáveis de cunho político e vícios econômicos agindo concomitantemente para a formação do caos de governança do Estado. Geralmente, a  gestão ruim está intimamente ligada ou a má intenção planejada da mente bandida ou porque a ordem foi dada por autoridade que não sabia o que fazer. É facilmente perceptível que existem vários aspectos visíveis e invisíveis.

VEJAMOS INICIALMENTE ALGUNS ASPECTOS VISÍVEIS:

Aspecto 1 – Quando se diz, cotação dólar, o brasileiro se derrete todo, então a charmosa cotação do petróleo em dólar não é uma causa perfeita, pois não se justifica por si mesma apesar de aceita:

Em se tratando o petróleo de uma das commodities de grande expressão econômica e financeira, nada mais justo que se siga ou se vá protegido no bojo da força comunicativa desse tão ilustre emblemático positivo. Veja só a elegância, vamos cobrar o preço internacional em dólar. Quem vai dizer que não?

Seria justo usar só a cotação do dólar se o petróleo fosse todo importado. Mas não o é! Não é isso que acontece, muitos custos são lastreados em reais e pagos em reais. Então, para que serve o pré-sal? Commodity interna a preço internacional, não se justifica. Se se produz internamente, o raciocínio puro é deixar de gastar em dólar. Uma oneração descabida. Para que se vai usar moeda forte para pagar o cotidiano de sair da sala e entrar na cozinha. Usar o dólar para valorizar o banal é o mesmo que plantar chifre na cabeça de cavalo. Muita gente gosta de se fazer de difícil e mostrar seus mistérios de sabedoria. O que estamos fazendo é avançando nas maioneses.

Esse invólucro marqueteiro de cotação em dólar também vem sendo empregado para venda de energia elétrica produzida pelas usinas hidrelétricas genuinamente brasileiras. Usinas tupiniquins produzindo energia em dólar para consumo interno é uma aberração desmedida. Se a grande vantagem diferencial é justamente produzir barato com base em reais, para que se vai enfiar o dólar no meio do nosso feijão com arroz?

Aspecto 2 – A qualquer custo, o governo quer mostrar que é bom de serviço, faz tanta força que acaba mostrando o contrário:

Desde o ano de 2003, ou seja, depois de quase 16 anos ver a Petrobras sendo roubada pelo PT/PMDB, de repente, assistimos à  mágica do governo atual de querer alardear a recuperação recorde dos prejuízos em menos de dois anos para contar vantagens nas eleições de 2018. Um rápido que vai sair muito caro para a nação brasileira. Um prejuízo financeiro sem precedentes. Uma perda moral que vai colocar o PMDB ou MDB numa situação esdrúxula de ser apenas a maior bancada do Congresso Nacional, só serve mesmo para apoiar e roubar.

Em tempo recorde, para mostrar que é bom de serviço, vemos o governo esnobar que a Petrobras teve um de R$ 6,961 bilhões no primeiro trimestre de 2018.

Ao mesmo tempo, para mostrar sensibilidade, o presidente da Petrobras chama a imprensa para fazer média de que vai a abaixar o preço do diesel em 10% durante 15 dias.

Ao mesmo tempo, para fazer média marqueteira, a Câmara dos Deputados reduz as alíquotas do PIS/COFINS da composição dos preços do diesel e para compensar o governo, promove reoneração das folhas de pagamentos das empresas que empregam muito.

Será que isso tudo é isso mesmo? Já fizeram o suficiente para acabar com a greve? Então, no meio de tantos aspectos visíveis e invisíveis, nota-se que as causas são muitas, são complexas e além disso, perigosas. Ou seja, com apenas três dias de greve, fica muito difícil estabelecer uma didática completa que nos leve a raciocínios concretos para uma área mais próxima da realidade efetivamente verdadeira.

Em momento algum, não se ouviu de qualquer autoridade constituída da república o reconhecimento de que o crescimento da dívida pública e o tamanho do Estado  estão sufocando a economia a tal ponto de que o aumento dos combustíveis seja apenas um válvula de escape. Junte-se a isso as ineficiências de gestão do Estado escondidas pela alta carga tributária, pelas fantasias marqueteiras que camuflam as duras realidades provenientes dos erros grosseiros de gestão. Até mesmo a Bolsa de Valores é utilizada forjar um falso desenvolvimento econômico e social.

Mas o Brasil é ruim de serviço. As causas dos infortúnios brasileiros são causas intermináveis de um país que há muito tempo vem caindo pelas tabelas mais plausíveis das realidades sempre em decadência. Tendência vertiginosa para baixo. O que não se explica em uma só postagem.

O ruim de serviço é uma mistura de incompetência de estar no cargo ou no lugar, tudo junto com incapacidade de cunho parental, intelectual e até mesmo hormonal que produz cegueira e burrice corporativa dos patrões e protegidos. Seria muito sintético explicar que a qualidade negativa de ruim de serviço é a vilã de todos os males brasileiros.  Ligado à falta de aptidão, capacidade e habilidade, ou ainda a inepto e incapaz.

A busca do esclarecimento total é o que vamos tentar fazer a partir da presente postagem, raciocinar no meio do caos com menos culpa pelos erros de posição e julgamento.

Aspecto 3 – Mais uma vez, o efeito sanfona é o principal diapasão que controla os costumeiros voos de galinha que periodicamente passa a economia brasileira. Um vai e volta sem fim! Um sobe e desce sem cerimônia! Que se dane os planejamentos.

Muitas vezes o crescimento da economia brasileira ocorre por consequências diretas do melhor desempenho dos negócios internacionais. E muito poucas vezes, se relaciona ao desenvolvimento interno por mérito próprio no que tange ao bom gerenciamento estratégico a longo prazo e gestão virtuosa do cotidiano. Tanto a visão ampla é míope quanto a ponta do nariz fica longe de mais para ser notada. Em qualquer ângulo que se vê a coisa, você depara com a causa penetra ou coringa do estigma permanente do termo, ruim de serviço.

Conforme as gírias, o gerenciamento do Brasil come moscas todos os dias e se alimenta acreditando nas próprias mentiras. A galinha deu se com os bicos no chão, aconteceu tão logo vislumbrou-se a reeleição do presidente. Ele estava querendo emplacar o repeteco devido aos bons números da economia. Demos sorte, a economia pune, mais uma vez, descobre e desbanca os falsários.

ASPECTOS INVISÍVEIS (ver as próximas postagens):

DESCOBERTA DAS GUARITAS CORPORATIVAS https://midiaticosensorial.com/brasil-precisa-seg governado/

Aspecto 1 – Tudo gira em torno  de um óbvio que não consegue ficar escondido. Todo mundo sabe, inexplicavelmente, os brasileiros vêm  sendo criados e adestrados dentro de uma economia ergometricamente fechada, gerenciada por um clube de agiotas e por seguimentos cartoriais das grandes fortunas.

Algumas vezes neste blog, o leitor já nos viu registrar que no Brasil não tem uma economia de mercado e sim um clube econômico dirigido por agiotas. Mas antes de entrarmos propriamente nos detalhes apropriados, recomendamos a leitura dos itens da postagem do dia 25/05/2018 e subsequentes. Depois da leitura, teremos mais chance do entendimento do que seja uma economia cartorial. Essa atual greve dos caminhoneiros serviu com uma luva para tocarmos em tais reflexões.

POOL BUSINESSES PRONTANÁLISE23 de maio de 2018Deixe um comentário https://midiaticosensorial.com/2018/05/23/economia-brasileira-e-fechada-e-gerTAenciada-por-um-clube-de-agiotas-e-por-seguimentos-cartoriais-das-grandes-fortunas/

Mãos que pensam, pés que enxergam.

Chacattis Tadadota

Agradecemos seu comentário, seja breve, interaja e volte sempre.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: