FORMAÇÃO DA MENTE ATUAL DO MERCADO – FUNCIONAMENTO DA BENGALA GLOBALIZADA NO ESTUDO DOS FATOS GLOBALIZANTES

FORMATION OF THE CURRENT MARKET’S MIND: THE HIDDEN NICHES – THE STRESS OF THE OLD FACTS? – CONNIVENT MARKET AND LIVING TOGETHER

OS NICHOS ENCOBERTOS – O ESTRESSE DOS FATOS VELHOS? – MERCADO CONVIVENTE E CONIVENTE

Esta material foi inicialmente postada no Google/Blogger no dia 01/06/2011

COLUNA EDITORIAL PRONTANÁLISE – STOCK: SAIBA SOBRE A MENTE ATUAL DO MERCADO DE AÇÕES – NÃO ACREDITE NOS GURUS DO PÂNICO

Vamos balançar o mundo de coisas prontas de fatos, produtos e serviços.

A ponta do nariz é o futuro. De velho, nem mesmo o jogo. O mercado está conseguindo manter-se como precursor do futuro? Existem vários fatos macroeconômicos  importantes em formação sem o “start up” necessário do mercado?

E O JOGO CONTINUA, MAS AGORA SOB NOVA DIREÇÃO:

1 – DOS JOGADORES E SUAS “ATUAIS CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS”: FORMAÇÃODA MENTE ATUAL DO MERCADO

2 – DO CHARME E O SEGREDO DO NOVO JOGO: FORMAÇÃO DA MENTE ATUAL DOMERCADO

3 – DA TRANSFORMAÇÃO DO TESTE DA OFERTA E PROCURA EM RESULTADO: FORMAÇÃODA MENTE ATUAL DO MERCADO

4 – FORMAÇÃO DA MENTE ATUAL DO MERCADO: DOS PRODUTOSE SERVIÇOS

FORMAÇÃO DA MENTE ATUAL DOMERCADO: AS TRINCHEIRAS CORPORATIVAS ESTÃO SENDO VENCIDAS

5 – FORMAÇÃO DA MENTE ATUAL DO MERCADO: DOS FATOS NOVOS E VELHOS EM EBULIÇÃO

Não acredite nos gurus do pânico – sim, saiba mais sobre a mente atual do mercado de ações que é um ensinamento contínuo da vida

Globalização, saiba o que realmente significa. Faça de você um cidadão globalizante. Palavreado simples: Construa um arcabouço de entendimentos.  Descubra um universo de possibilidades, localize-se perante vários rumos que o mercado toma ou ameaça a tomar. Saiba sobre os descompassos entre as notícias e o funcionamento das bolsas. Leia as matérias recentes sobre o VÍCIO DA PROCURA.

Não acredite mais nos velhos preconceitos corporativos, não brigue antecipadamente com quem um dia fará negócios.

1 – DOS JOGADORES E SUAS “ATUAIS CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS”: FORMAÇÃO DA MENTE ATUAL DO MERCADO

EUA: O desbancado da fama de Pai da Administração. A flexibilidade ainda não se deu conta do precioso nicho que tem para oferecer ao mundo.

Europa: A ortodoxia vai ser transformada em nicho.

China: Enquadramento na economia de mercado e convivência humana.

Emergentes: O céu é o limite.

Multiplicadores do céu: São os escravos consumidores de descartáveis, tais como, opiniões, fatos, políticas, dogmas, verdades, produtos, serviços, líderes fabricados e vários tipos de domínios existentes na face da terra.

G8 e G20: São os principais vendedores e compradores obrigados às pressas construírem os corporativos mais modernos e duradouros à luz da democracia e liberdade real de todos os homens. Está em suas mãos o reconhecimento de que os tempos modernos atuais são de depuração da verdade e de construção dos novos pilares corporativos da sociedade.

Tabuleiro Principal: Globalização. Aproveitamento ótimo das dedicações, vocações e qualidades regionais que se transformam em oportunidades de negócios globalizantes com distribuição democráticas dos lucros e descolonização.

Jogadas: Viés político, econômico e financeiro (fatos, produtos e serviços).

Juiz – Mercado Vivo, incluindo o de ações: Todo jogo tem um juiz, mas o melhor seria classificar o mercado, logicamente, como a tradicional praça de compra e venda. No sentido figurado, toda a decisão passa pelo mercado de teste da oferta e procura.

FUNCIONAMENTO DA BENGALA GLOBALIZADA

Méritos conjuntos de direcionamento e sobrevivência. Mão aparentemente invisível dos direcionamentos humanos. Orquestração involuntária dos sentidos e ações. Ganhar dinheiro não é pecado, desde que em volta ninguém passe fome.

Chamamos todo esse contexto de Funcionamento da Bengala Globalizada:

Caso você queira transformar os belos sentidos dessas palavras em pratica objetiva, a Bengala Globalizada é a própria evolução do jogo, que muitas vezes não é perceptível por muitos jogadores e mesmo assim, são levados a reboque de sua complacência. Ela tem a paciência de catar e absorver as ovelhas desgarradas e perdidas.

Quais são as ovelhas desgarradas? Por que estão desgarradas? Veremos isso nas postagens posteriores.

2 – DO CHARME E O SEGREDO DO NOVO JOGO: FORMAÇÃO DA MENTE ATUAL DO MERCADO

É a composição das jogadas pelos fatos, produtos e serviços produzindo ou não crises, que são consideradas não como quebra de paradigmas, mas como sinais de evolução do próprio jogo.

Traduzindo: Você pode jogar com os fatos, produtos e serviços.

O bom jogador procura sempre produzir os novos fatos promissores, os produtos e serviços realmente modernos, úteis e duráveis.

O jogador ruim, por exemplo, é aquele que consegue exportar a crise das hipotecas, a inflação manipulando o câmbio e exibir o Bin Laden como Troféu.

3 – DA TRANSFORMAÇÃO DO TESTE DA OFERTA E PROCURA EM RESULTADO: FORMAÇÃO DA MENTE ATUAL DO MERCADO

Digamos o seguinte, o mercado tem  a consciência dos cenários promissores no longo prazo e alentadores no médio prazo?

Todo ruim só é ruim mesmo enquanto o costume não o transforma em rotina e por via de consequência em reação.

O ruim que virou costume transforma-se em atitudes. De tanto falarmos em crise, de repente, ela vira solução.

EM TERMOS SIMPLES, AJOELHOU, TEM QUE REZAR:

A primeira regra é a seguinte, quando você entrar na “seara do novo jogo”, obrigatoriamente, já tem que estar plenamente preparado e definido quanto a sua oferta ou procura.

A partir do momento que você colocar o nariz para dentro desse cenário, entrega ao mercado todo o direito de julgamento, até mesmo de suas intimidades mais escondidas.

Caso você chegue com uma crise à tira colo, todo triste e cabisbaixo, entrega ao Mercado Vivo o direito de usufruir dela como oportunidade ou não de negócios. Ele tem a prerrogativa de identificar e construir tais oportunidades, mesmo que seja de uma crise.

4 – FORMAÇÃO DA MENTE ATUAL DO MERCADO: DOS PRODUTOS E SERVIÇOS:

Uma exemplificação necessária. Com a entrada do virtual no mundo dos negócios, teve uma época em que o moderno passou a ser a tecnologia de ponta e muitos jogadores ditos evoluídos passaram à frente nos resultados.

No Projeto Homem Marketing, apelidamos esse pessoal de “Tec-Mod”, a moda era ser técnico evoluído com nariz empinado, sem tempo e com um ar de desprezo cintilante nos olhos.

Por exemplo, esse negócio de produzir aço e alimento, deixe isso para os países em desenvolvimento que precisam conviver com a sujeira. Nós do “primeiro mundo” queremos trabalho limpo e produtos com pouco peso e muito valor agregado. O mundo plástico virou coringa, os EUA chegaram a praticamente sucatear algumas de suas siderúrgicas.

As rédeas dos negócios estão mudando de mãos.

De repente, essa turma do virtual foi obrigada a reconhecer que a comida é importante e a água também. Países como o Brasil, cuja pauta de exportação era constituída de produtos primários, passaram a sofrer a concorrência dos subsídios dos países “tec-mods” ditos desenvolvidos. O aço brasileiro foi acusado de praticar “drawback”, (décadas de 80/90), as siderúrgicas brasileiras passaram a ser vasculhadas pelos americanos do norte à procura dos preços praticados abaixo do custo de produção. No frigir dos intuitos, descobriram que o preço praticado pelo Brasil era ainda competitivo apesar da carga tributária.

FORMAÇÃO DA MENTE ATUAL DO MERCADO: AS TRINCHEIRAS CORPORATIVAS ESTÃO SENDO VENCIDAS

Enquanto os “tec-mods”, satisfeitos com seus mundos de coisas prontas e, confortavelmente, instalados em suas guaritas corporativas de oferta/ procura de bens e serviços, não se deram conta de que seus alicerces foram sendo corroídos pela incompetência de não conseguirem enxergar a globalização como um bem democrático-evolutivo.

Muitos estão sendo vencidos dentro da própria OMC – Organização Mundial do Comércio e pelas regras que eles mesmos inventaram. É o caso do algodão, açúcar, laranja e outros produtos primários.

Conclusões óbvias, “en passant”:

– Todos os produtos básicos aumentaram de importância, não só como commodities, mas como um renovado nicho sedento de investimentos à procura de sócios.

– O apetite dos virtuais e das outras tecnologias de ponta é vorás e de alcance infinito, desde que as inovações não fiquem restritas apenas aos países desenvolvidos. Para os outros, tudo que chega já está atrasado.
Serviços:

– A Internet chegou para evoluir, por isso há necessidade de maior segurança. As redes sociais precisam ser mais abusadas à procura de mais globalização, só recentemente descobriram que no Brasil o idioma natural é o Português. Está faltando mais abuso para dar mais asas à imaginação. O sentido figurado tem uma prerrogativa interessante, evita que se produzam enciclopédias inoperantes.

O sentido dessa prosa será continuado em postagens posteriores.

Ao tomarmos o Brasil como exemplo, não quer dizer que estamos marginalizando o país, uma vez que o “estado de mal viver” é uma constante em várias outras nações. É mesmo um problema crônico de inconsciência universal sobre os vários tipos de domínios não institucionais que influenciam a vida das pessoas e países.

DO QUE O BRASILEIRO “NÃO GOSTA”, “É CONTRA” E “NÃO QUER MAIS”? Atenção: Estamos incentivando a leitura dessa matéria para efeito de melhor compreensão das futuras postagens: 

Mãos que pensam, pés que enxergam. Sou apenas um passarinho que canta na sua janela e vai embora.

Chacattis Tadadota Continua…

Inicialmente postado por POOL BUSINESS PRONTANÁLISE às 3:59:00 PM 01/06/2011

Agradecemos seu comentário, seja breve, interaja e volte sempre.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: