BRASIL/PT MAL GOVERNADO: LEI GERAL DA SOBREVIVÊNCIA OU DA GLOBALIZAÇÃO FOI JOGADA NO LIXO (1)

ESTÍMULO PLANEJADO DO ISOLAMENTO, PROVOCAÇÃO DO CAOS DE RELACIONAMENTO E PERDA DE IDENTIDADE INTERNACIONAL.

BRASIL MAL GOVERNADO NÃO CONSEGUE FAZER A LEITURA DOS EMBLEMÁTICOS MUNDIAIS EM PROFUSÃO, PREFERE O ALINHAMENTO COM OS COMUNISTAS 3 de outubro de 2014 • 16:56 –
https://midiaticosensorial.com/2014/10/03/brasil-mal-governado-nao-consegue-fazer-a-leitura-dos-emblematicos-mundiais-em-profusao-prefere-o-alinhamento-com-os-comunistas-praticantes-das-ideologias-contraditorias-ha-muito-tempo-vem/

BRASIL DESFILA ENTRE AS ESQUERDAS PRATICANTES DAS IDEOLOGIAS CONTRADITÓRIAS E JÁ CONSEGUIU FORMAR UMA GRANDE MÁFIA PARA FAZER INVEJA AOS ÍCONES DO CRIME ORGANIZADO NO MUNDO

FAZ PARTE DO ESTUDO DOS EMBLEMÁTICOS POSITIVOS E NEGATIVOS

MUNDO MIDIÁTICO SENSORIALOs emblemáticos negativos vão se formando até que se crie a marca real da terra arrasada.

Apoiado pela REDE GLOBOVARIANA, a presidente Dilma Rousseff culpa a China pela péssima administração do seu governo, esse tipo mentira faz parte de um rol de posicionamentos equivocados perante a comunidade internacional:

PARTE 1 – BRASIL ENTRA NA CONTRAMÃO DOS DESÍGNIOS DA ONU QUANTO ÀS DECISÕES RELACIONADAS AO ESTADO ISLÂMICO:

Prezados amigos, quando colocamos no ar a postagem do dia 20/09/2014, não sabíamos que a presidente Dilma Rousseff iria bater de frente contra os EUA e aliados (na 69ª Assembleia da ONU-23/09/2014), quanto ao uso militar para acalmar os ânimos dos terroristas do Estado Islâmico, que vem exibindo força ao decapitar prisioneiros americanos e europeus. Falamos sobre outros inusitados, e aqui, vamos colocar uma didática nessa questão:

DOS INUSITADOS BRASILEIROS – ALINHAMENTO COM OS TERRORISTAS INTERNACIONAIS

Já falamos muito sobre os “fictícios brasileiros”, as feições são intuitivas, pois dá para entender as formas como os fictícios são criados no Brasil. Principalmente, cria-se os imaginários no campo político, de comunicação, informação, marketing e até mesmo no esporte e economia. Cria-se o fingido para substituir o real que posteriormente passa a ser entendido como o verdadeiro porcamente aceito. Mas quanto aos “inusitados brasileiros” é a primeira vez que damos de cara com esse desconforto.
Como se o ano de 2014 fosse destinado a descortinar toda a série maldita dos inusitados brasileiros a começar pela derrota de 7 a 1 (sete a um), não é à toa que o “PT” tem hoje o significado abrangente de PERDA TOTAL, destruição do lugar onde se deveria plantar. Não ter consciência do ridículo, lamentavelmente, é a peça chave para dar de frente com o espanto, subjugar-se aos delírios da babaquice, sem conserto e alternativa zero.

DO ESTADO ISLÂMICO – SHOW, TERROR E PODER

Decapitação ao vivo e em cores, para provocar as hegemonias ocidentais, partindo da Síria, o grupo terrorista alcança o Iraque numa campanha de assassinatos de civis e tomadas pela força dos patrimônios físicos e morais dos vencidos. O petróleo que empurra a morte escondido por atrás da ideologia. Descomunal covardia para demonstrar o poderio de bandidos milionários, defensores de ideologias contraditórias que servem para esconder a real intenção do poder em manter domínios sobre os campos de petróleo da explosiva região do Oriente Médio. Terroristas (bandidos, saqueadores, covardes e assassinos) acostumados a fazer lavagem cerebral nos seus membros militantes selecionados em vários países. De tal forma que não existe diálogo capaz de estancar o sangue das vítimas e nem de parar o crescimento do terror. Aliás, o bandido só entende o recado da força que gera sangue, só entende o que seja transmitido pela dor. O que vale dizer que dialogar com bandido é pura perda de tempo, bandido com cabeça feita é simplesmente o beligerante irracional que apenas anda, respira e puxa o gatilho ou empurra a faca. Mortes no meio dos sangues, chacinas, barbáries, abusos, provocações, intransigências inusitadas, o poder que supera, usa e abusa de qualquer tipo de ideologias e disfarces.

Então, nos dias 23 (cúpula do clima) e 24/09/2014, Brasil, o grande emergente do cone sul, representado por uma presidente toda lambrecada de corrupção dos pés à cabeça, como acontece desde 1947, quando Oswaldo Aranha fez o primeiro discurso da ONU, a referida autoridade pronunciou uma fala desastrada que espantou a todos os outros representantes dos países. Brasil sem nexo, administra mal e só para dentro, não sabe sobre os emblemáticos positivos ou negativos dominantes na panorâmica entre os 193 países membros da ONU. Na contramão do mundo o Brasil foi a favor do terror, e mesmo assim, continua pleiteando um assento na comissão de segurança da entidade:

“Na abertura da 69ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York (EUA), a presidente Dilma Rousseff condenou nesta quarta-feira (24) o uso de intervenções militares para tentar solucionar conflitos bélicos, como os que ocorrem atualmente na Síria, no Iraque e na Ucrânia. Segundo ela, o uso da força, em vez da diplomacia, gera o acirramento dos conflitos e a multiplicação de vítimas civis. Em tom duro, Dilma enfatizou que a comunidade internacional não pode aceitar “manifestações de barbárie” – “O uso da força é incapaz de eliminar as causas profundas dos conflitos. Isso está claro na persistência da questão palestina, no massacre sistemático do povo sírio, na prática de desestruturação nacional do Iraque, na grave insegurança na Líbia, nos conflitos de Israel e nos embates na Ucrânia”, declarou a presidente brasileira na tribuna da ONU. – “A cada intervenção militar, não caminhamos para a paz, mas sim assistimos ao acirramento desses conflitos. Verifica-se uma trágica multiplicação do número de vítimas civis e de dramas humanitários. Não podemos aceitar que essas manifestações de barbárie permaneçam ferindo nossos valores éticos, morais e civilizatórios”, complementou Dilma, sem se referir especificamente a nenhuma intervenção militar”. “Na véspera, com a boca muito cheia, criticou, ao ser indagada por jornalistas, a operação feita pelos Estados Unidos contra o grupo Estado Islâmico na Síria. A intervenção bélica liderada por Washington resultou na morte de 70 pessoas. Dilma disse lamentar “enormemente” o fato e afirmou que iria deixar muito clara a posição do Brasil sobre o assunto em seu discurso na Assembleia Geral”. Para completar o ridículo show do desastre, a presidente fez um comício particular elogiando o próprio governo. (http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/09/na-onu-dilma-diz-que-o-mundo-nao-pode-aceitar-barbarie-na-siria.html)

ANÃO DIPLOMÁTICO – UM TIRO NO ESCURO QUE ACERTOU O BRASIL

Recentemente, o Brasil foi chamado de “anão diplomático” por um representante de segundo escalão de Israel, que chegou até mesmo a citar a derrota de sete a um como um fato inusitado digno de Brasil. Nesse ponto, apesar de achar desnecessária a verborreia brasileira, achamos que realmente Israel cometeu excessos para que a razão chegasse aos militantes do Hamas e o juízo fosse mais forte que a ira israelense. Até isso aconteceu, Brasil, que sempre foi um ponto de equilíbrio no trato diplomático, foi plenamente ofendido de morte pela mente ferina de Israel.
No caso de Israel, na realidade, o Brasil falou demais e teve a sorte de sair como vítima. No caso dos EUA contra o Estado Islâmico, foi aplicar o “colar-colou” e se deu mal, ficou parecendo o representante dos terroristas. O Estado Islâmico tem um emblemático muito pior que a mente ferina de Israel. O combate ao “ferro e fogo” tem que ser com “fogo e ferro”, chumbo trocado sempre tem o mesmo efeito até que o chumbo mais fraco vire pasta de dente.

PARTE 2 – BRASIL COM STATUS REBAIXADO PERANTE A COMUNIDADE INTERNACIONAL, NA CONTRAMÃO DE SUA HISTÓRIA, VEM FAZENDO ALINHAMENTO COM OS COMUNISTAS PRATICANTES DAS IDEOLOGIAS CONTRADITÓRIAS

Com a chegada do PT – Partido dos Trabalhadores ao poder, o Brasil vem destruindo a sua identidade neutra perante a comunidade internacional. Mudança radical demais para ser verdade, o que a faz ser contabilizada entre os inusitados mais chocantes. O Brasil saiu de uma posição de respeito construída a duras penas, mudou tão radicalmente a ponto de ser confundido com anão diplomático, nada menos por Israel, um assassino frio acostumado a colocar um canhão na cara de uma mãe segurando uma criança. Uma cena que nunca saiu da cabeça deste escriba.
Nessa mudança de identidade e atitudes, os fatos isolados foram acontecendo até que o conjunto deles formou a nova cara da identidade brasileira dentro do fundo do poço. São inúmeras as caneladas e erros que estão sendo colecionados, vai contando:

1) Em 2006, o Lula deixou que o presidente da Bolívia Evo Morales tomasse no peito as refinarias da Petrobras.

2) Em 2009, o Brasil deu refúgio ao presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, da mesma linhagem do Hugo Chaves, fez da embaixada brasileira de palanque e trampolim para voltar ao poder. Tudo sob anuência direta do Lula.

3) Logo em seguida,

4) No próprio governo Lula, para não devolver para a Itália o terrorista comunista chamado Cesare Battisti, o Brasil alegou que ele era preso político refugiado. Assaltante de bancos tratado como refugiado político.

5) No governo petista da Dilma Rousseff, outros fatos internacionais comprovaram o rebaixamento do status brasileiro perante a comunidade internacional. Agora você imagina, o Paraguai foi suspenso do Mercosul e passou a ser acolhido pelos EUA que sempre esteve de olho nos supostos terroristas árabes instalados na tríplice fronteira. Um erro grosseiro do Brasil, deixar os mísseis americanos serem instalados bem debaixo de sua estupidez. O ex-presidente Fernando Lugo havia sido deposto legalmente pelos militares do Paraguai, a pedido da Venezuela foi solicitado que essa situação fosse revertida, como não houve atendimento o Paraguai foi suspenso do Mercosul como se tivesse afrontado a democracia. Na sequência, o Brasil não quis renovar o asilo político ao senador boliviano Roger Pinto que havia denunciado seu governo de envolvimento com o narcotráfico. E tem mais, o Brasil apoiou o mais recente assassino da América do Sul, o chamado Nicolás Maduro protegido pelo falecido Hugo Chaves.

6) Enquanto o rebaixamento do status brasileiro estava na ordem limítrofe mais próxima, o sentido inicial era que o Brasil queria proteger seus vizinhos, fazendo concessões para preservar as amizades, mas quando a coisa passou para além mar ficou caracterizado que o Brasil estava dando canelada no escuro da guerra fria entre Rússia e Estados Unidos. A insensatez brasileira foi motivo de gozação dentro da comunidade internacional acostumada a utilizar a diplomacia de resultado sem dor e ofensas, mas com objetivo que satisfaz. Vergonhosamente o Brasil apoiou a Rússia que havia derrubado o Boeing 777 da Malaysia Airlines dentro do espaço aéreo da Ucrânia. O Brasil apoia a máfia russa dirigida pelo presidente assassino Vladimir Putin, um cara que tem a alma expansionista fedendo a sangue da Chechênia e Crimeia. Por tabela, o Brasil apoia o Estado Islâmico, falou isso diretamente na ONU, apoia o presidente da Síria, Bashar al-Assad, conhecido assassino no Oriente Médio. Tudo indica que o Brasil vai apoiar também os rompantes do ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-um.

Para completar as caneladas além-mar, os brasileiros foram surpreendidos recentemente com a notícia de que o BNDES havia financiado escondido a construção do Porto de Mariel Cuba. Dinheiro que reforça a ditadura comunista e prova desprezo do governo para com a nossa saúde, segurança e educação. Também para financiar ainda mais regularmente a ditadura comunista, o Brasil criou o programa Mais Médicos como transferência disfarçada de recursos. O resumo das caneladas é o seguinte, o Brasil depois de se lambrecar todo e ser confundido com uma espécie de latrina do capitalismo, passou a se arvorar como o mais novo integrante do seleto grupo dos terroristas internacionais.

A simplicidade nunca fica sozinha. Trabalhe mais, faça mais e permita que outros façam.
Onde o vento faz a curva você encontra as mãos que pensam e os pés que enxergam.
Chacattis Tadadota

Agradecemos seu comentário, seja breve, interaja e volte sempre.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: